quarta-feira, 15 de abril de 2015

Vida social

A minha vida social, está claramente cada vez mais agitada.
Consigo aperceber-me deste facto não só pelo conta quilómetros do meu carro e consequentemente a quantidade de vezes que visito a bomba de gasolina para abastecer, mas também pelo facto de por vezes ter de calcular ao milímetro o tempo que vou gastar entre um percurso e outro, para poder fazer tudo a seu tempo.
Assim, tenho dividido o tempo entre dois campos de futebol, que o miúdo agora além de treinar no clube da aldeia, também treina num clube lisboeta. Soma quatro treinos por semana, sendo que o de lisboa me obriga a permanecer por mais de duas horas à espera de sua excelência. Mas, se o miúdo tem futebol, a miúda tem dança. O que obriga à sua deslocação também. Ah, e depois têm Cambridge. E em dias e escolas diferentes, por uma questão de logística de cada um deles. E depois ele tem jogos, sábados e domingos de manhã. E ela tem explicações de matemática. E depois têm as idas ao cinema com os amigos e ela tem as saídas ocasionais à noite, e têm os jantares de aniversários, e têm amigos a dormir cá em casa, e têm dormidas em casa de amigos. E eu levo e trago, e recebo e cozinho para um batalhão, e de repente já me baralho com os horários, e de repente hoje não me consigo dividir entre o futebol e a explicação, e alguma coisa vai ter de ser cancelada, e depois disto tudo ainda faço e dou jantar, e são onze da noite quando finalmente me sento no sofá, e penso que a minha vida social está completamente condenada a ser a vida social dos meus filhos. 

21 comentários:

  1. Respostas
    1. Ah, o pai, zero de razões de queixa. Não fosse ele, e uma amiga que tem a filha nas mesmas actividades da minha, e não conseguia chegar sozinha a todo o lado. Ele consegue trazer muitas vezes o miúdo do treino, mas há outras em que também ele tem os seus treinos e os seus jogos, e não consegue. é o caso de hoje. E aí, torna-se caótico. Mas é ele que traz quase sempre a miúda das saídas nocturnas, às 2/3 da manhã, enquanto eu espero no sofá. No entanto, ainda assim, garanto que não é fácil e é uma correria. Mesmo.

      Eliminar
    2. Identifico-me perfeitamente, mas tenho diferenças pois tudo isso sobra para mim e como os treinos delas terminam todos os dias ás 20horas e as explicações dele começam às 20horas 2 x por semana, socorro-me da minha mãe, pois o pai não está connosco e nunca pode! Deixei de ter vida social, levanto-me diariamente às 6h00m para ir ao ginásio e ter ânimo para levar o barco a bom porto. Beijos

      Eliminar
    3. Tita, neste caso, o pai, também não está connosco. Mas ajuda sempre que pode. Eu nem ao ginásio vou. mas se tivesse a tua coragem (de acordar às 6), até podia ir. Com ou sem ginásio, com ou sem ajudas, o lema é mesmo esse : levar o barco a bom porto. Um beijo! Um bom fim de semana!

      Eliminar
  2. Ok,
    precisas mesmo de arranjar um jantar e beber uns copos, mas com os teus amigos!! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Preciso disso e de um motorista (para os miúdos, e para mim, quando vier dos tais copos...;)

      Eliminar
  3. É isso mesmo a vida de mulher - mãe, ou de mulher dona de casa. Isso por si só já é uma profissão. Mas não te esqueças de ti...

    ResponderEliminar
  4. Mais uma vez, como me revejo!!! Por isso, às vezes, dou o "grito de Ipiranga" e digo um BASTA, que me soa a libertador... (mesmo sob pena de terem que faltar, umas vezes por outras...)

    Um beijinho!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu há muito que não dou esse grito. Qualquer dia já nem sei gritar. A não ser aquele grito típico e diário "venham para a mesa!!!!"
      Um beijinho Paula!

      Eliminar
  5. No meio disso tudo ( lembrares-te de tudo deles) não te esqueças de ti. Tu também tens que ter vida para além da vida que é a deles, :)))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sei, mas ultimamente não tem sido fácil, e cada vez é menos. Daí o desabafo...
      Um beijinho!

      Eliminar
  6. Ser mão é isso mesmo. MAAAAAS, nunca nos podemos esquecer de nós próprias.

    Um beijinho

    http://agatadesaltosaltos.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  7. Alô, interessada em ganhar batons da MAC ou vouchers da Zara? Contacta-me dando o teu e-mail e explico tudo por lá? Kisses, discoveryourownmoon.blogspot.com

    ResponderEliminar
  8. Não desanimes, são só mais uns aninhos! Depois tiram a carta e ai é que são elas... :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já falta pouco... Depois são outras dores de cabeça ;)

      Eliminar
  9. Também já passei por isso e é uma fase terrível, parece que deixamos de existir enquanto pessoas, somos eles... depois eles crescem e as coisas mudam um pouco. No entanto, não te esqueças de ti Ervilha, isso deixa rasto. Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Beijinhos Gaja. Um dia começo a pedalar, e nunca mais ninguém me apanha... ;)

      Eliminar
  10. Possas... quando chegar ao dia em que trocam de papéis estás acabada mulher! Filhos sim, passar por cima de ti própria, nunca :)

    beijoo e arranja um dia só para ti!

    ResponderEliminar